Despejados em #Angola. Obrigados aguardar remoção não se sabe para onde. 5300 pessoas ao relento e casas demolidas